Programa Social do Governo

Implantando no governo Lula no ano de 2003, o programa Bolsa Família é um projeto de transferência de renda para pessoas carentes, dando assistência básica para que essas famílias possam comprar alimentos e itens básicos e necessários para dentro de casa.

Ao contrário do que muita gente passa, os valores do benefício são bem baixos e não são, por si só, uma ajuda grande; em 2015, o maior valor do benefício sacado por uma pessoa foi de 154 reais, em contraste aos 35 do valor mínimo sacado no ano.

Nesse artigo você poderá sanar todas as suas dúvidas em relação ao programa, sabendo informações importantes sobre o Bolsa Família.

Programa Social do Governo

Programa Social do Governo

Bolsa Família

O Programa Bolsa Família é um projeto de transferência de renda que unificou, em 2003, uma série de outros programas sociais (criados no governo FHC) que visavam dar uma série de auxílios para famílias que possuíssem uma renda per capita familiar de 77 a 154 reais mensais.

O programa é tido como um sucesso total, tendo tirado milhões de brasileiros da pobreza e tendo recebido, por conta de seus efeitos aqui no Brasil, atenção internacional de vários países como Estados Unidos, por exemplo. Atualmente, o Bolsa Família é considerado um dos projetos mais efetivos contra o combate à pobreza no mundo.

O valor do Bolsa Família 2019 recebido é calculado em cima da composição familiar, do número de crianças presente, de gestantes e da renda familiar de uma forma geral.

Quem tem direito ao Bolsa Família?

O programa é direcionado para famílias que estejam na situação de pobreza ou de extrema pobreza. Os valores são os seguintes:

Pobreza é classificado para famílias que possuem renda per capita de 77 a 154 reais mensais;

Extrema pobreza é classificado para famílias que possuem renda per capita de até 77 reais mensais. No entanto, para fazer parte do PBF é necessário que a família tenha em sua composição crianças de 0 a 17 anos, gestantes, e mulheres que estejam amamentando.

Para as famílias que possuem crianças, é essencial manter as crianças vacinadas, matriculadas e indo com a escola com freqüência para assim conseguir o benefício e manter recebendo. Assim que for inclusa no projeto, o responsável pela família receberá o cartão Bolsa Família onde poderá sacar o auxílio em qualquer agência do Caixa Econômica Federal ou qualquer casa lotérica.

Tipos de benefícios

O Bolsa Família oferece uma série de benefícios as famílias pobres, de acordo com a composição e a necessidade financeira da mesma. Confira a seguir os tipos de benefícios que o Governo Federal oferece para os brasileiros que são beneficiários do projeto:

Benefício básico no valor de RS 77: auxílio dado para famílias extremamente pobres, cuja renda per capita mensal é de 77 reais.

Benefícios variáveis no valor de R$ 35: cada família pode receber até 05 benefícios variáveis, de acordo com sua composição familiar (gestantes, crianças, mulheres grávidas e adolescentes).

Além da bolsa básica, cada família pode receber até 05 outros benefícios de acordo com sua composição familiar.

Cadastro Bolsa Família

Veja abaixo a lista de enquadramento e valor Bolsa Família:

  1. Benefício Básico – Valor de R$ 77,00;
  2. Benefício Variável Vinculado à Criança ou ao Adolescente de 0 a 15 anos – Valor de R$35,00;
  3. Benefício Variável Vinculado à Gestante – Valor de R$35,00;
  4. Benefício Variável Vinculado à Nutriz – Valor de R$35,00;
  5. Benefício Variável Vinculado ao Adolescente – Valor de R$ 42,00, até dois por família;
  6. Benefício para Superação da Extrema Pobreza – Valor calculado individualmente para cada família;
  7. No dia do cadastro e da inclusão no programa, o beneficiário saberá o quanto receberá de benefício, além das informações necessárias sobre o programa, assim como o calendário Bolsa Família 2019 e a tabela de pagamento.

Consulta Saldo Bolsa Família

É possível consultar o saldo do Bolsa Família através de uma página dentro do site da Caixa Econômica Federal. É possível realizar a consulta por meio de UF, cidade ou por família. Para tal, o beneficiário deverá entrar na página citada abaixo e escolher uma das opções disponíveis.

  • Acesse o site: www.beneficiossociais.caixa.gov.br;
  • Escolha um dos três tipos de consulta (UF, Município, Família);
  • Selecione a opção que enquadra sua consulta;
  • Preencha os dados corretamente;
  • Clique em “CONSULTAR”.

Por exemplo, se você quiser consultar o saldo por nome, é possível faze-lo clicando na opção. Depois é só inserir o NIS e o nome completo do responsável pelo benefício. Ao informar esses dados e clicar em consultar, dentro de poucos instantes você saberá se o benefício já está disponível.

Além da consulta pela Internet, ainda é possível realizar a consulta Bolsa Família em qualquer agência do Caixa. Basta levar o cartão cidadão/bolsa família, apresentar a atendente e informar que você deseja realizar a consulta.

Aplicativo Bolsa Família da Caixa

Se você possui um smartphone, então o aplicativo do Bolsa Família pode ser a solução ideal para você saber todas as informações importantes acerca de seu benefício. O aplicativo é disponibilizado gratuitamente para todas as plataformas, como Android, iOs e Windows Phone.

No aplicativo Bolsa Família, é possível consultar o calendário, saldo, informações e uma série de outros recursos essenciais para qualquer beneficiário do programa. Tudo que é preciso para utilizar o aplicativo do Bolsa Família é baixar o app e informar o número de seu NIS. Feito isso, você poderá acessar suas informações assim que quiser (e tiver conexão com a internet, é claro).

O que você achou do nosso super artigo sobre o Bolsa Família? Conseguiu sanar suas dúvidas em relação ao cadastro, cartão e o saldo? Caso você possua alguma dúvida, deixe um comentário para que a gente ou algum outro usuário possa te ajudar na sua questão.

 

 

Valor que Recebe os Desempregados

Quando uma pessoa é demitida e pretende dar entrada no Seguro Desemprego 2019, uma das primeiras coisas que ela se preocupa é com o valor recebido e quantidade de parcelas. Aqui em nossa página já divulgamos todas as informações para você aprender a calcular tudo isso manualmente. Hoje vamos dar uma dica para você calcular o valor das parcelas de seu benefício sem nenhuma dificuldade.

Valor que Recebe os Desempregados do pais

Valor que Recebe os Desempregados do pais

Para saber quanto você receberá, basta realizar a consulta do Seguro Desemprego 2019, abaixo você saberá também como calcular o valor do seu benefício.

 

Como calcular o Seguro Desemprego

O site http://segurodesemprego2017.com.br/ é especializado em apresentar valores de cálculos trabalhistas. Nele é possível calcular rescisões, férias, juros de financiamentos e o valor do benefício Seguro Desemprego. Se você quer saber de forma rápida e prática o valor que irá receber bem como a quantidade de parcelas, a Calculadora do Seguro Desemprego é uma excelente opção.

Acessando esta página você encontrará um formulário e nele deverá preencher algumas informações importantes para o cálculo das parcelas. Você precisa preencher corretamente todos os campos para que o resultado da calculadora corresponda ao valor real que você irá receber do Seguro Desemprego.

Calculadora do Seguro Desemprego

Você deverá informar os seus três últimos salários, a quantidade de meses trabalhados na empresa que está sendo desligado e se foi beneficiado pelo Seguro Desemprego nos últimos 16 meses. Depois, basta clicar no botão “Calcular” e aguardar o resultado. A página seguinte lhe mostrará o resultado no formato abaixo.

Ex: Você tem direito a 5 parcelas no valor de: R$ 1.235,91 totalizando: R$ 6.179,55.

Essa é uma das formas de conhecer o valor que receberá antes mesmo de dar entrada no benefício. Continue ligado em nossa página que em breve teremos mais novidades sobre o assunto.

Como calcular o Seguro Desemprego

O cálculo do seguro desemprego ao contrário do que muitas pessoas imaginam, não é muito complicado de ser calculado. Os valores devem ser calculados de acordo com a nova tabela que já está em vigor desde 1° de janeiro de 2013. Primeiro deve ser calculada uma média salarial dos últimos três meses, anteriores a data de demissão.

Caso o trabalhador tenha recebido somente nos últimos 2 meses, o cálculo do Seguro Desemprego deve ser proporcional e assim por diante. Depois a média deve ser aplicada a um percentual de acordo com a tabela do Salário Mínimo. Agora, você só precisa contar o seu tempo de trabalho e ver quantas parcelas do seguro desemprego você irá receber.

Agora que você já sabe como calcular e solicitar o Seguro Desemprego, basta separar os documentos e comparecer aos postos de atendimento do MTPS para solicitar o seu subsídio. Dessa forma, você tem a garantia que nem você, muito menos a sua família, passará por dificuldades financeiras enquanto estiver procurando um trabalho mais digno e que lhe proporcione uma maior qualidade de vida.